OBELSICO DE TEJUCUPAPO

Tejucupapo é um distrito do município de Goiana, onde ocorreram alguns momentos interessantes da História de Pernambuco. Hoje trazemos um desses acontecimentos para a nossa conversa.

Os que vão às praias de Carne de Vaca e Ponta de Pedras utilizam a rodovia PE 049 e dificilmente tomam a estrada que leva á sede do Distrito. Entretanto, é fácil encontrar pessoas que saibam dizer que no período em que os holandeses dominaram parte do território que hoje é Pernambuco, ocorreu no alto da colina onde funcionou a fábrica da Megaó, um combate entre uma patrulha do exército holandês e a população do lugar conhecido como Tejucupapo.

Os holandeses estavam carentes de alimentos e decidiram que poderiam obtê-los na vila e, aguardaram o momento que a maioria dos homens saíram para as atividades na feira, e então atacaram a vila que foi defendida corajosamente pelos que ali se encontravam. A defesa do povoado teria sido organizada inicialmente por três mulheres: Maria Camarão, Maria Quitéria, Maria Clara e Joaquina. Enquanto o pequeno número de homens atacavam os soldados a partir dos matos, as mulheres ferveram água com pimenta e a jogaram nos rostos dos saldados que fugiram surpreendidos pela bravura dos locais.

Em 1859, quando o imperador Pedro II visitou o Pernambuco, fez questão de ir até Goiana e conhecer visitar Tejucupapo.

Em 1931, o então prefeito de Goiana, Antonio Gonçalves Raposo mandou levantar um obelisco em homenagem à bravura dos habitantes do lugar, especialmente às mulheres. Como o local onde ocorreram os confrontos entre os habitantes e os soldados flamengos é uma propriedade particular, o senhor Antonio Gonçalves Raposo teve que vencer algumas dificuldades. Mas ele foi apoiado pelo jornalista Mário Melo que exercia a função de secretário do Instituto Arqueológico, Histórico Pernambucano que, fez a doação da placa que faz alusão ao evento.

Atualmente, no mês de abril, é realizada uma representação teatral da batalha vencida pelas mulheres de Tejucupapo, realizadas pelas mulheres de Tejucupapo.

Severino Vicente da Silva, PhD em História.

(Programa do dia 05/02/12)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *