NAZARÉ DA MATA

Uma das mais antigas vilas da Mata Norte é Nazaré da Mata. Ela começa a existir com a formação de uma propriedade, Lagoa das Antas, e de uma devoção, Nossa Senhora da Conceição ou a Imaculada Conceição de Nazaré. Embora fosse uma Sesmaria doada em junho de 1581, o povoamento de orientação portuguesa começou apenas no século XVIII. Até 1833 a região fazia parte de Igarassu, quando foi elevada à situação de Vila e então feita cidade em 1850. Em 1893, já no período Republicano, uma lei a tornou Município de Nazaré. Apenas em 1943 é que passou a ser chamada de Nazaré da Mata.

No início do século Nazaré era um município de grande extensão, que veio a das origem aos atuais municípios de Vicência, Aliança, Buenos Aires, Tracunháem. Atualmente é Nazaré da formada apenas do Distrito Sede.

A expansão da Revolução Industrial atingiu a região no final do século XIX e trouxe a linha férrea para a Mata Norte em 1882, no mesmo ano em que foi inaugurado o telégrafo em Nazaré. A linha férrea, construída principalmente para facilitar o transporte do açúcar, seguia em direção da Paraíba e foi razão do crescimento da região, vindo a afetar positivamente os distritos, que se dedicavam ao cultivo da cana em seus engenhos.

Foi na grande Nazaré que ocorreu, desde o fim da escravidão, a formação de folguedos ou brinquedos populares, atualmente representativos da cultura pernambucana. As Cambindas, o Cavalo Marinho, os caboclos de lança, o Maracatu Rural, também conhecido como Maracatu de Orquestra são mostra da criatividade dos trabalhadores dos engenhos. É do Engenho Cumbe o Maracatu Cambinda Brasileira, que vem fazendo o carnaval desde a segunda década do século XX.

Nazaré da Mata é a Terra do Maracatu Rural, pois quando começaram a surgir os grupos, os limites da cidade abrangiam os municípios onde ainda continuam a florescer novos grupos dessa bela criação brasileira. Nazaré da Mata também é a terra de personalidades influente na vida cultural, econômica e política de Pernambuco, é a terra de do professor Geraldo Lapenda, que foi Reitor da UFPE; do poeta Marcos Vilaça, do músico bandolinista Rossine Ferreira, do empresário José Ermírio de Moraes; dos governadores de Pernambuco Herculano Bandeira, Paulo Guerra, entre outros.

Cidade de Nazaré da Mata é referência na cultura e educação regional, tem em si um dos Campi da Universidade de Pernambuco atendendo estudantes de muitas cidades da região.

Texto escrito por Severino Vicente da Silva

Pesquisado em site do Promata, do IBGE, Wikipedia, Pernambucânia.

(Programa do dia 05/02/12)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *