Machados, PE

Vizinho de São Vicente Férrer e Vicência, Machados é uma cidade que pertence à Região Agreste Setentrional de Pernambuco, e faz parte da Micro Região do Médio Capibaribe, pois o Rio Capibaribe, cuja nascente está em Poção, banha aquelas terras. Machados é um município pequeno, com cerca de 14 mil habitantes, e teve sua emancipação em 1963.

A primeira parte da história de Machados está ligada à Bom Jardim, suas terras eram as do Engenho Bom Destino, situado próximo à Fazenda Machados, e tudo esse território estava situado nas terra do município Bom Jardim.  O Agreste sempre teve essa característica de criatório de gado, o que acontece ainda hoje, pois Machados conta com um rebanho de bovinos acima de três mil cabeças, além dos suínos, caprinos e ovinos.

No final do século XIX, ano de 1890, o senhor Manoel João Rodrigues do Nascimento resolveu estabelecer residência e ponto comercial próximo à Fazendo Machados, atendendo os moradores da vizinhança e os passantes. Tal ação promoveu o surgimento de um povoado. Aquela era uma época em que se vivia um processo de mudanças devido ao término da escravidão e também ao estabelecimento da República. Os grupos de poder se movimentavam e também a população mais pobre. A memória local recorda que houve pressão sobre o povoado, mas em 1917 teria ocorrido a primeira feira livre.

Embora esteja localizado em região de pecuária, Machados é um grande produtor de Bananas, e é tal a importância dessa atividade que o município chamado de Terra da Banana. Entretanto, também produz Maracujá, Limão e Mamão e Coco da baia.

Os Machadenses são, em sua maioria católicos e devotos de São Sebastião, padroeiro da paróquia que foi criada em 2010, ligada à Diocese de Nazaré da Mata. A festa em homenagem ao padroeiro ocorre na terceira semana do mês de Janeiro, sempre muito concorrida. A princípio era apenas uma festa dos católicos, mas, recentemente a prefeitura tem assumido a festa como manifestação da cidade, tornando-a maior a cada ano.

Mas além do catolicismo outros ramos do cristianismo se faz presente. Essa presença tem um aspecto interessante: no local onde foi construída a casa Manoel Rodrigues, hoje  está localizada a Igreja Evangélica Congregacional

A banana fornece a matéria prima para o artesanato local, pois da folha da bananeira as mãos de artesãs fazem tapeçaria e objetos de encantamento e enfeites. A cada ano tem ocorrido a Festa da Banana, com três dias de duração, ora no mês de novembro ora em dezembro, ocupando a Praça dos Eventos, bem como a Ladeira do Vento.

O povo de Machado é descrito nos versos do seu Hino como “Gente humilde nas calçadas, juventude alvoroçada, cantando com o coração”.

Bibliografia:

http://www.thedarkstudios.com/machados/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Machados

http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1

Texto escrito por: Andréa Ramos e Severino Vicente da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *