Equipe

Equipe

Biu Vicente

Severino Vicente da Silva tem formação em Teologia (ITER) e História (UFPE); na Universidade Federal de Pernambuco tornou-se mestre dissertando sobre A PRIMEIRA GUERRA NA TRIBUNA RELIGIOSOSA – FORMAÇÃO DA NEO-CRISTANDADE (1917-1919), refletindo sobre a atuação de Dom Sebastião Leme à frente da Arquidiocese de Olinda e Recife; alcançou o título doutoral com a tese ENTRE O TIBRE E O CAPIBARIBE: OS LIMITES DA IGREJA PROGRESSISTA NA ARQUIDIOCESE DE OLINDA E RECIFE, na mesma Universidade Federal de Pernambuco.
Atualmente é professor adjunto no Departamento de História da UFPE, atuando no Programa de Pós-Graduação em História na Universidade Federal de Pernambuco. Assessor Pedagógico do Ponto de Cultura Estrela de Ouro de Aliança.
Severino Vicente da Silva iniciou sua carreira como professor no Ensino Médio em 1969 (Colégio 2001, Colégio Radier, Colégio Vera Cruz. Colégio São Luiz, Colégio Conceição Marista). No Instituto de Teologia do Recife foi professor de História do Brasil e História da Igreja, bem como Coordenador de Estudos e Vice-Diretor. Concursado na rede Municipal de Ensino do Recife, também exerceu os cargos de Diretor de Projetos Especiais da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal do Recife, Diretor da Fundação Educar – PMR e Diretor de Educação de Jovens e Adultos do município do Recife. Na Faculdade de Filosofia do Recife – FAFIRE, onde também lecionou História da Educação e Movimentos Sociais na América Latina. Após o encerramento das atividades do ITER foi um dos fundadores do Centro Dom Hélder Câmara de Direitos Humanos – CENDEHC; membro da Comissão de Estudos de História da Igreja da América Latina – CEHILA e do Instituto Histórico de Olinda – IHO.
Severino Vicente é autor dos livros: Zumbi dos Palmares (1988), A Igreja e a Questão Agrária no Nordeste (1986), A Igreja e o Controle Social nos Sertões Nordestinos (1988) – Edições Paulinas; Festa de Caboclo (2005) – Editora Associação REVIVA; Entre o Tibre e o Capibaribe: os limites da igreja progressista na arquidiocese de olinda e recife (2006) – Editora da UFPE – REVIVA; Maracatu Estrela de Ouro de Aliança, a saga de uma tradição (2008), Uma nação africana na jurema da Mata Norte de Pernambuco Pretinhas do Congo (2011) – Editora Associação REVIVA.

Manuela Guedes

Formada em Secretariado pela instituição Senac, atualmente estudante do curso de pedagogia na Faculdade Joaquim Nabuco, e realiza trabalho como Assessora Pedagógica no Projeto Leitura no Ponto, no Ponto de Cultura Estrela de Ouro e Produtora Cultural. Seus últimos trabalhos em 2011, foi como Assistente Pedagógico e Assistente de Produção na Fundação de Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE). E como Assistente de Produção no lançamento do livro Pretinhas do Congo em Goiana em com a produção de Afonso Oliveira. Festival Canavial na coordenação pedagógica das oficinas artísticas e seminários no ano 2007 e 2009. Em 2006 realizou trabalho como assistente de Produção na Coleção dos Livros Maracatus e Maracatuzeiros na Zona da Mata Norte

Cássio Uchoa

Formado em Comunicação Social – Rádio, TV e Internet pela Universidade Federal de Pernambuco, atualmente trabalha na Assessoria de Comunicação Institucional da Secretaria de Educação do Recife. É integrante do Coletivo de Produção Audiovisual “80 produções” e Pesquisador da área de interface entre Comunicação e Educação, tendo atuado em diversos projetos educativos para a TV e para o Rádio.

Andréa Ramos

Andréa Ramos é técnica em Informática pela UNIBRATEC. Tem larga experiência como Secretária Executiva bilíngüe e Gerente Administrativo. É embaixatriz do projeto CouchSurfing.org onde como voluntária, faz parte da equipe de Help-desk e Segurança. No passado, foi Coordenadora da equipe de tradução do site do Inglês para Português. Na Associação Reviva, atua como Coordenadora Tecnológica do projeto Acervo RecorDança e do Pontão de Cultura Canavial. É também a Coordenadora da Editora Associação Reviva.